Comunidade Evangélica de Confissão Luterana em Canoinhas

educacao-dos-filhos-5Educação não é, apenas, o processo de transferir conteúdos acadêmicos, mas todo conjunto de instruções, disciplinas e práticas que visam preparar o educando para cumprir um ideal mais elevado. Agregar conhecimento sem dar sentido a ele, sem a implicação moral de utilidade e cumprimento de um propósito transcendente ao indivíduo, é negar a história e a própria natureza da humanidade. O valor interior capaz de forjar o valor exterior e superar a natureza decaída é um privilegio concedido unicamente ao homem. O caráter se molda a partir dos valores familiares, do relacionamento e exercício de princípios éticos que consolidem uma identidade interior. Portanto, nenhuma criança pode aprender sem antes estabelecer um relacionamento de confiança com aquele que educa, por exemplo: uma criança precisa de amor, de alguém que se interesse, genuinamente, por ela; que lhe ofereça refúgio, consolo, companheirismo, compreensão, amizade. Então, após estes relacionamentos, vem o desejo de que sua mente seja ensinada, cuidada, instruída naquilo que é bom. Sendo assim, pais que não estabelecem tal relacionamento com seus filhos não conseguem ensinar nada de bom a eles. Eles, simplesmente, não podem ouvi-los. Pais que não demonstram amor e interesse por seus filhos, ou, compreensão com suas dificuldades e limitações, não abrem a porta dos seus corações. O solo não é preparado e, portanto, não se podem plantar boas sementes. 

Com quem seu filho está assentado em sua casa, andando pelo caminho, ao deitar-se e ao levantar-se? Não são os pais? A chave está aqui. Primeiro, a Palavra precisa estar no coração dos pais, para que possam ser inculcada nos filhos. Ou seja, por meio de um relacionamento saudável os pais abrem o caminho para marcar a vida dos filhos no padrão divino. Vele lembrar que a vida no lar está cheia de momentos preciosos para educar: ao deitar, ao levantar, ao andar no caminho para a escola, ao assentar a mesa durante refeições. Eles estão aprendendo pela demonstração de seus pais, de como eles falam, reagem e resolvem seus problemas.

A palavra hebraica mencionada para o ato de educar possui o sentido de inculcar. Tal expressão representa muito bem o processo de ensino e aprendizagem estabelecido por Deus. Primeiramente, tal palavra possui o sentido de ‘cortar’ a mente; é a ideia de uma navalha afiada formando um canal (sulco) na mente e produzindo, por meio desta incisão, um padrão de pensamento. O objetivo é de formar um estilo de vida, ou uma maneira nova de viver. Na verdade, são dois aspectos a serem observados: o aspecto interno, relacionado com o ensinar, que é o “cortar”, marcar, criar um caminho que produz padrões e estruturas de pensamento, e o aspecto externo, a consequência disto, que abrange a aprendizagem, desenvolvendo um novo estilo de vida, ou uma maneira de viver segundo os parâmetros de Deus.

Para ensinar uma criança é necessário cortar os padrões de pensamento errados, e redirecioná-los de forma correta, visando o propósito de produzir mudança no estilo de vida destas, consequentemente, em seu caráter. A ferramenta adequada para cortar, e produzir este estilo de vida é a Palavra de Deus. “A palavra de Deus é viva, eficaz e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração” (Hb 4.12). É esta Palavra que corta os padrões errados e estabelece novos, Ela é o poder de Deus para renovar as mentes, para produzir um novo caminho e padrões de pensamentos corretos, que irão produzir vida abundante, saúde, alegria, satisfação e bons frutos.

Desta forma, percebe-se que a palavra de Deus define ensinar e aprender com um propósito: FORMAR UMA VIDA. Trata-se de ensinar a viver, de formar um estilo de vida, de estabelecer uma maneira de viver, edificar um caráter que vai produzir algo útil, que vai ser próspero, que servirá para abençoar a outros e glorificar a Deus.

    Muitos pais, educadores e psicólogos tem refletido sobre a situação da agressividade na adolescência, que cresceu assustadoramente no Brasil e no mundo. O adolescente de hoje enfrenta um mundo de drogas, violência, imoralidade como nunca houve antes. Os estragos em sua vida comprometem o casamento e a família, ou seja, as próximas gerações. O problema não é novo, porém tem piorado muito nos últimos tempos. Isso se dá, em boa medida, devido a visão ‘moderna’ que a criança possui e a ausência dos pais, como primeiros educadores. São pais que, na maioria das vezes, não tem tempo para seus filhos, assim criaram artifícios para substituí-los: a televisão, o videogame, a creche, a escola, a empregada, os avós, e não por último, o mau uso da internet.

A Bíblia reconhece três instituições de ensino, com autoridade outorgadas por Deus: a família, a igreja e o governo civil. Porém, só aos dois primeiros cabe prover educação (Ef 6:4). Portanto, educar uma criança é trabalhar num projeto de vida, cuja missão é delegada, primeiramente, aos pais, pois diante de Deus eles são os responsáveis diretos por essa honrada missão. Essa tarefa é possível se for fundamentada na Palavra de Deus e se Cristo Jesus for o alvo a ser alcançado.

Quando a tarefa de educar, erroneamente, recai sobre as escolas tem-se o seguinte panorama: desrespeito as autoridades, falta de disciplina, desinteresse pelo aprendizado, irresponsabilidades, baixa qualidade no ensino, imoralidade, corrupção e acima de tudo, inversão de papeis entre pais e professores. O mandamento para educar, constante em toda a Bíblia, sempre foi dirigido aos pais. Cabe às escolas a função de confirmar e estabelecer o fundamento que a família já instituiu. O que se espera, no entanto, é que esse fundamento esteja de acordo com os princípios de Deus, para que nas escolas, os professores possam orientar os alunos em seu aprendizado, tornando-o mais crítico, buscando sempre seu êxito. Teol. Roberto C. de Moraes.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: