Comunidade Evangélica de Confissão Luterana em Canoinhas

Father and mother looking for seashells with their daughter

Father and mother looking for seashells with their daughter

Na semana passada teci algumas palavras sobre a quem cabe a responsabilidade na educação dos filhos. Na edição de hoje, apresento singelas palavras de orientação aos pais para a missão de educar seus filhos, pois compreendo que tal tarefa requer conhecimento e sabedoria:

Normalmente, pais não ensinam matérias escolares, nem dão aulas. Pais, responsáveis, ensinam crianças treinando o coração e a mente destas para a eternidade. Ensinar e aprender são um processo do coração, da mente e do espírito. É, também, uma obra de fé, um trabalho esperançoso aonde o amor deve sempre prevalecer. Nesse sentido, a escola trás ricas contribuições para a saúde da família como um todo. Isto ela faz, por meio da abordagem de cada disciplina, quando ministrada com amor e qualidade. Não significa que os pais vão ensinar geografia em casa e a escola vai confirmar, mas cabe aos pais ensinar que cada coisa tem o seu devido lugar, e que o quarto deve ficar em ordem. Assim, quando o professor mostrar os mapas, aplica-se o mesmo princípio mostrando a ordem com que Deus criou o universo, e como tudo tem o seu devido lugar. Ou seja, se os pais fizerem sua obrigação de educar seus filhos em casa, ao mesmo tempo em que educa motiva estes para aprenderem, também, geografia na escola. Para que este processo de ensino e aprendizagem ocorra, a família e a escola devem falar a mesma língua e estar dentro de uma mesma aliança. O que a criança aprende em casa é confirmado na escola, e o que ela aprende na escola deve ser reforçado em casa. Ambos, lar e escola, devem estar fundamentados sobre os mesmos princípios, para que haja consistência no que for produzido. Esta consistência produzirá na vida da criança equilíbrio, segurança, e frutificará positivamente em boas obras, em mudança de atitudes, em desenvolvimento espiritual, mental e físico. Todavia, uma série de pequenas coisas pode atrapalhar este processo: se a criança, em casa, recebe um tipo de treinamento e na escola outro, isto significa que está sendo plantado dois tipos de sementes, e uma irá enfraquecer a outra. A criança pode ficar confusa, e não saber discernir o que é certo e errado, qual é o padrão a ser seguido. Se ela em casa pode ter atitudes que na escola não pode, isto certamente acarretará em conflitos, e o processo e ensino-aprendizagem fica totalmente comprometido.

Os pais podem facilmente treinar negativamente seus filhos, de maneira não intencional: um filho é treinado para dar atenção ao tom da voz, ou seja, quando um filho não responde uma ordem dada na primeira, nem na segunda vez, mas somente quando o tom da voz for elevado. Então, na classe o professor não consegue a atenção e a obediência do aluno, a menos que ele eleve o tom da voz. E um professor não deveria elevar a voz, muito menos os pais. Se em casa, a criança não faz a lição, ou se delonga nisso, ou sempre acha uma desculpa, e os pais não corrigem tal atitude, ela também não fará as atividades em sala de aula, não dará importância a concluir as suas tarefas e a consequência é um baixo rendimento. Se uma criança não tem limites em casa em suas brincadeiras, na escola também causará problemas durante o intervalo, ou mesmo em sala não consegue discernir o limite para parar de falar, leva tudo na brincadeira. Se os pais estão sempre muito ocupados para ver o caderno de seus filhos, e não os incentivam e elogiam positivamente, apreciando o esforço e reconhecendo o progresso destes, os filhos acabarão acomodando-se com o que produzem, ou seja, estarão sempre a baixo do que realmente poderiam fazer ou ser. Se uma criança não tiver horário regular para fazer a lição de casa, para ir dormir ou para acordar, dificilmente será organizada no meio em que estiver inserida. Pais que não prezam os horários de seus compromissos, não valorizando o fazer das coisas dentro do prazo estipulado, também não são bons exemplos para seus filhos.

Tanto em casa como na escola a vida e o modo de viver devem estar sob um mesmo governo, o de Deus, e debaixo dos mesmos princípios, ou seja, os divinos, pois essas ações constituem a base do bom relacionamento, do bom senso e da justiça. Por meio de um relacionamento de amor, tanto no lar como na escola, a palavra de Deus deve ser o fundamento, pois ela penetra no entendimento e produz padrões de pensamento que irão gerar um estilo de vida produtiva, irrepreensível e justa. Como resultado, obtêm-se adolescentes e jovens que saberão como aprender mais, serão capazes de autogovernar e não precisarão de contínuo controle externo de outros, ocuparão posição de destaque por sua erudição e conhecimento, e sempre usarão o raciocínio reflexivo, ou seja, não serão dirigidos por impulsos e se fundamentarão na Palavra de Deus para tomar decisões e rumo na vida.

Como pais, como igreja e como cidadãos responsáveis, temos o dever de preparar nossas crianças, acompanhando seus passos e treinando-as para alcançar os seus sonhos. Temos que resgatar o valor da criança e a união de gerações: avós, pais e jovens, todos trabalhando juntos no projeto de vida de uma criança. A criança e o adolescente que encontra um sentido nobre para sua vida não vai desperdiçá-la de maneira desordenada. A separação das gerações tem sido uma poderosa arma de destruição dos valores familiares, expondo as crianças aos predadores sociais. Depois é preciso valorizar o caráter na formação da criança, para isto é fundamental o  bom exemplo e o trabalho árduo. Caráter pressupõe uma marca, uma gravação feita a partir de um molde, daí a necessidade de bons exemplos, assim como Jesus nos ensinou devemos ensinar também! Teol. Roberto Carlos de Moraes.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: