Comunidade Evangélica de Confissão Luterana em Canoinhas

Justice and faith

O Brasil passa, nesse momento, por uma crise muito séria, tanto política quanto econômica. O dólar fechando em R$ 4,025 reflete o estado da nossa economia: completamente desorganizada e desvalorizada. O Brasil está um caos, a Dilma não fala coisa com coisa, não resolve nada e, ainda por cima, ela e os seus companheiros de governo não param de encher os bolsos à custa do povo. Entre os nossos governantes há sim muita desonestidade e corrupção, há impunidade e muita coisa errada, mas, afinal de contas, nós temos autoridade para culpa-los? Fomos nós quem elegemos cada um deles. Junto a isso, há uma palavra de Jesus que é muito atual nessa situação que vivemos: “Por que você repara no cisco que está no olho do teu irmão, e não se dá conta da viga que está em seu próprio olho? Como você pode dizer ao seu irmão: `Deixe-me tirar o cisco do teu olho`, quando há uma viga no seu? Hipócrita, tire primeiro a viga do seu olho, e então você verá claramente para tirar o cisco do olho do seu irmão” (Mateus 7.3-5). Como nós podemos acusa-los de serem corruptos, quando nós mesmos não perdemos as oportunidades de nos aproveitarmos de diferentes situações pra tirarmos vantagem? O troco a mais que recebemos por engano, as compras ou vendas sem nota fiscal que sonegam impostos, as puxadas de tapete que damos em colegas de trabalho para conseguir um aumento de salário ou uma promoção.

A pergunta que precisamos fazer não diz respeito á ética dos nossos governantes, mas sim à nossa ética. Isso não quer dizer que nós não precisamos nos preocupar com a situação do Brasil, ou então deixar de denunciar a corrupção. Pelo contrário! Essa é, sim, a nossa tarefa. Por outro lado, não existe justiça que comece de cima pra baixo. Certa vez ouvi um ditado que dizia assim: “Se queres que a tua cidade seja bonita, comece arrumando o teu próprio jardim”. Se nós queremos eliminar a corrupção do nosso país, precisamos começar eliminando a corrupção que existe na nossa própria vida, aquelas pequenas situações nas quais nós tentamos nos aproveitar para tirar vantagem, o troco a mais que nós não devolvemos ao caixa do mercado, o jeitinho brasileiro que nos faz subir na vida…

Talvez tenha sido assim que os nossos atuais governantes aprenderam a ser corruptos e, dessa mesma forma, nós aprendemos e ensinamos aos filhos, sobrinhos, afilhados, etc. Enquanto nós continuarmos a praticar a corrupção nas pequenas situações do dia a dia, não conseguiremos eliminar a corrupção do nosso país. Aliás, nem sequer teremos autoridade para critica-la. Desejo que Deus nos ajude a praticar a justiça nos pequenos atos do nosso dia a dia; que Ele nos incomode quando somos corruptos; que Ele tenha misericórdia de nós e do nosso país.

(André Martins de Souza)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: